Tornando as coisas reais e visíveis

Não havia nada no inicio. Então Deus resolveu colocar seu poder e criatividade em prática. Começou criando o universo, que a bíblia chama de os céus e a terra (gênesis 1:1). A terra ainda estava sem forma e vazia e Deus começou a formá-la e preenchê-la criando a luz. Ele viu que a luz era boa e separou a luz das trevas. Chamou as trevas de noite e a luz de dia. Esse foi o primeiro dia. No segundo dia Deus criou o firmamento, que pode ser entendido como a atmosfera e suas camadas e fez a separação das águas sobre o firmamento (chuvas) e das águas debaixo do firmamento (oceanos, rios e lagoas). No terceiro dia Deus criou a porção seca a qual chamou de terra e fez crescer nela a vegetação. No quarto dia Deus criou o sol, a lua e as estrelas para iluminarem o dia e a noite e marcarem estações, dias e anos. No quinto dia Deus criou todos os animais aquáticos e as aves, ordenando que eles se multiplicassem. Deus deixou o melhor para o sexto dia. Ele criou os animais terrestre, selvagens e domésticos. Mas ainda faltava a obra prima divina, então Deus criou o homem. Ele disse: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme nossa semelhança, tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra” (Gênesis 1:26). Deus fez homem e mulher segundo a sua imagem e semelhança. Deus a eles domínio sobre os animais e vegetais e assim como a todos os outros seres ordenou que fossem fecundos e multiplicassem. Vendo Deus que tudo o que tinha sido feito era muito bom, resolveu descansar e contemplar sua criação no sétimo dia.

Minha vida e a criação:

Deus criou o universo do nada. Não existia nenhum tipo de matéria antes da ação criadora de Deus. Por isso toda a criação não é eterna e está sempre debaixo do poder do criador. Deus governa todas as coisas que criou. Por isso nunca devemos adorar a criação no lugar do criador. Alguns povos e culturas fizeram isso durante a história e o fazem até hoje. Os egípcios, por exemplo, adoravam ao deus sol. Hoje os indianos cultuam as vacas como animais sagrados. Mas a criação não pode ser colocada no lugar do criador, Deus é o único digno de ser adorado.

Para reforçar essa idéia, pense comigo, se já existisse algum tipo de matéria separada de Deus antes da criação, essa matéria seria eterna e Deus não teria controle sobre ela. Se isso fosse verdade nossa confiança de que cada parte do universo cumpre fielmente os propósitos de Deus acabaria, pois existiriam algumas partes que não foram criadas por Ele. Ainda bem que essa não é a verdade, João diz em seu evangelho que todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele, nada do que existe teria sido feito (João 1:3). Assim podemos ter certeza de que tudo o que existe está sobre o controle divino e que toda a criação vai cumprir os propósitos de Deus.

E qual o grande propósito da criação? Glorificar o próprio Deus. Toda a criação com vida ou sem vida foi feita para a glória de Deus. Ele nos criou para sua glória (Isaías 43:7). Os céus declaram a sua glória (salmos 19:1). Ele é o único digno de glória, honra e poder, pois por sua vontade todas as coisas foram criadas (apocalipse 11:4). A natureza com sua harmonia e perfeição deve ser contemplada por nós para a glória de Deus, sabendo que por trás de tudo isso existe um criador que é o único digno de toda a glória.

Mas será que Deus precisava da criação para aumentar sua glória? Não. Nunca devemos pensar que Deus criou o universo porque precisava de mais glória ou porque se sentia incompleto sem a glória que receberia por ela. Esse pensamento vai contra a independência de Deus e afirma que Deus precisa de nós para se sentir completamente Deus. Isso nem de longe é verdade. Deus é completo e satisfeito em sua trindade (pai, filho e espírito santo) por toda a eternidade, por isso devemos enxergar a criação como uma ação totalmente livre de Deus. Ele quis criar tudo para demonstrar sua excelência, sabedoria e poder. Deus sente prazer em sua obra, ele se deleita sobre a criação, pois ela reflete seus atributos.

Deus sente prazer e se alegra em nós. Deus nos criou para sua glória e deleite. Ele não precisava de nós como vimos no parágrafo passado, mas em um ato livre e bondoso criou o homem a sua imagem e semelhança. Somos a obra prima do criador. Ele caprichou tanto em nós que compartilhou algumas de suas características conosco. Bondade, amor, conhecimento, sabedoria, justiça, zelo, vontade, beleza, felicidade e ira são exemplos de características divinas que foram compartilhadas conosco por Deus. Tudo isso para glorificarmos ainda mais o próprio Deus. Você e eu somos o maior instrumento para a glória de Deus, pois somos semelhantes a Ele em vários aspectos. E quando vivemos para a sua glória Ele se regozija em nós (sofonias 3:17).

Deus criou tudo perfeito. Tudo era bom como Ele mesmo percebia depois de ter criado algo durante os 6 dias criativos. Colocou o homem e mulher em um jardim perfeito. A criação de Deus refletia 100% a sua glória e Deus passeava pelo jardim com Adão e Eva. Não temos noção de como era, mas viver numa criação perfeita e ao lado do criador deve ser a forma mais prazerosa e completa de viver. Mesmo hoje, com o desvio do pecado, eu e você deveríamos desejar ardentemente viver o mais próximo do jardim do Éden possível. Vivendo o mais longe possível do pecado e glorificando ao máximo o Deus criador de todas as coisas. Esse é o propósito de toda a criação, principalmente o nosso.

Anúncios

0 Responses to “Tornando as coisas reais e visíveis”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Folow us!

Arquivos de posts

Calendário

maio 2011
D S T Q Q S S
« abr   jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

%d blogueiros gostam disto: