Foge das paixões da mocidade

Foge, porém, das paixões da mocidade e vai após a justiça, a fé, o amor, a paz com aqueles que, com um coração puro, invocam o Senhor. (2 Tm 2.22)
 
Foge, porém, das paixões da mocidade. Isso se deduz do que acabara de dizer sobre as questões tolas e de sua repreensão dirigida a Himeneu e Fileto, cuja ambição e vã curiosidade os haviam desviado da fé genuína. Portanto, ele agora continua a exortar Timóteo para que fugisse de uma praga extremamente perigosa. E com esse propósito em vista, ele o aconselha a evitar as paixões da mocidade, querendo dizer com isso, não os pecados sexuais, ou outros desejos infames, ou algum daqueles hábitos licenciosos a que os jovens às vezes se entregam; mas, ao contrário, são aqueles sentimentos e impulsos impetuosos aos quais o excessivo entusiasmo juvenil faz os jovens se inclinarem.
 
Os jovens, em meio às controvérsias, se irritam muito mais depressa do que os de mais idade, se iram mais facilmente, cometem mais equívocos por falta de experiência e se precipitam com mais ousadia e temeridade. Daí ter Paulo boas razões para aconselhar a um jovem a precaver-se contra os erros próprios de sua idade, os quais, de outra forma, poderiam facilmente envolvê-lo em disputas inúteis.
 
Vai após a justiça. O apóstolo recomenda qualidades opostas com o fim de salvaguardar a mente de Timóteo de se deixar levar pelos excessos juvenis. E como se dissesse: “Eis aqui as coisas para as quais deves pôr toda a tua atenção e sobre as quais deves aplicar toda a tua diligência.” Primeiro, ele menciona a justiça, ou seja, um correto modo de viver; e a seguir ele adiciona a fé e o amor, dos quais consiste tal modo de viver. A paz é em extremo relevante para o presente tema, pois aqueles que se deleitam nos questionamentos que o apóstolo proíbe são forçados a ser contenciosos e violentos.
 
Com aqueles que invocam o Senhor. Aqui, ‘invocar o Senhor’ é expresso através de sinédoque [a parte pelo todo] para o culto em geral; ou, é possível considerá-lo no sentido de “fazer profissão de fé”. Visto, porém, que a invocação a Deus é a parte principal do culto divino, às vezes ela é expressa como sendo toda a religião ou todo o culto devido a Deus. Mas quando o apóstolo diz a Timóteo que buscasse a paz com todos os que invocam o Senhor, não fica claro se ele está incluindo todos os crentes como um exemplo a Timóteo, e dizendo-lhe que fosse em busca da paz como o fazem todos os verdadeiros adoradores de Deus, ou se ele está ordenando a Timóteo que cultivasse relações pacíficas com eles. A última interpretação me parece a mais adequada.
Anúncios

0 Responses to “Foge das paixões da mocidade”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Folow us!

Arquivos de posts

Calendário

maio 2011
D S T Q Q S S
« abr   jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

%d blogueiros gostam disto: