Você é um amigo de verdade?

Poucos de nós têm o tipo de amigos que a Bíblia diz que precisamos. Isso porque o que se fala sobre amizade, hoje, é muitas vezes uma imitação barata do que realmente é. Eu acho que existem muitas razões para que a verdadeira amizade seja mais difícil de encontrar no mundo atual. Há sempre os culpados habituais, tais como a falta de tempo (estamos sempre ocupados) e a tecnologia que vai desde televisores de alta definição, que fazem tudo ser divertido de assistir, até as mensagens de texto do celular.

Mas acho que há razões mais profundas e que são mais interessantes.Provérbios 27:6 diz que “Leais são as feridas feitas pelo amigo, mas os beijos do inimigo são enganosos.” De acordo com esse versículo, muitas vezes ficamos confusos sobre quem são nossos amigos e inimigos. Soa estranho, não é? Quem seria estúpido o suficiente para pensar que seu amigo é um inimigo e seu inimigo um amigo? Bem, eu acho que a maioria (ou todos) de nós em um momento ou outro.

Segundo o livro dos Provérbios, um verdadeiro amigo irá, ocasionalmente, ferir você. Agora pense nisso por um momento. A ferida dói. Não é agradável. Pode levar algum tempo para sarar. Ninguém acorda de manhã e diz: “Eu espero que eu fique ferido hoje!” Não, nós geralmente acordamos esperando que o dia vá acontecer à “nossa maneira”, ou seja, confortável, fácil e sem complicações. Ferimentos não se encaixam nesse quadro, mas beijos com certeza.

Nós amamos quando as pessoas nos “beijam”, afirmando-nos e nos dizendo o que queremos ouvir. “Você estava certo em ficar com raiva.” “Você não merece ser tratado dessa maneira.” “Você precisa cuidar de si mesmo.” Mas a Bíblia diz que da mesma forma que lobos podem aparecer em pele de cordeiro, nossos inimigos também podem “vestir-se” como amigos. E a fantasia que usam são muitos “beijos”.

Eu costumava ficar chocado com quão poucas pessoas estão dispostas a dizer coisas difíceis e desafiadoras para seus supostos amigos. Mas eu tenho encontrado isso tanto ultimamente que nem tenho mais energia para ficar surpreso, muito menos chocado. Parece que preferimos simplesmente deixar nossos “amigos” entrarem em um caminho prejudicial ao invés de falar-lhes sobre o que está acontecendo em suas vidas. Temos medo que eles fiquem ofendidos ou nos entendam mal ou fiquem na defensiva. E, claro, tudo isso é verdade. Eles podem fazer essas coisas. Mas um amigo assume um risco que o inimigo não assume.

Há alguma conversa difícil que você precisa ter com alguém? Algum amigo seu está fazendo más escolhas em seus relacionamentos, casamento, com seus filhos, finanças, no envolvimento com a igreja? Você é amigo o suficiente para bancar um almoço com ele e conversar sobre isso? Se você estivesse em sua posição, descendo pelo mesmo caminho que ele, você gostaria que ele falasse com você sobre isso?

1. Encontre o momento certo para fazê-lo. Esta não é o tipo de conversa que você tem ao celular enquanto está dirigindo, levando seus filhos para suas atividades diárias. Parafraseando Paul Tripp em Age of Opportunity “Não comprima uma conversa de cem dólares em momentos de um centavo.”

2. Antes de ir, engula uma grande dose de humildade. Lide com seu próprio coração para que você não vá para a conversa com uma atitude hipócrita. Mas não caia na armadilha de pensar que porque você também é um pecador, você não deveria falar com ele. Nós todos somos pecadores. Portanto, se os pecadores não podem falar com outros pecadores sobre os seus pecados, então todos nós estamos por nossa conta. E eu tenho certeza que não é como a Bíblia nos ensina a viver.

De fato, sua reticência em falar com a pessoa pode ser um bom sinal. Isso provavelmente mostra que você está ciente de seu próprio pecado e de suas próprias lutas, o que irá impedi-lo de aparecer como o bonzão. Se você está animado sobre a conversa e ansioso para o confronto, provavelmente é um bom sinal de que você não está pronto para tê-lo.

3. Certifique-se que a pessoa saiba que você se preocupa com ela. Você pode dizer algo mais ou menos assim. “Maria, isso pode ser um pouco estranho, mas eu quero falar com você sobre algo que pode ser importante. E eu quero que você saiba que a única razão por que eu estou falando isso é que eu realmente me importo com você. Seria muito mais fácil para mim simplesmente ignorar este fato, mas eu não quero fazer isso porque penso que você é um dos meus verdadeiros amigos.”

4. Não suponha que você está certo em sua avaliação da situação. Pode haver mais coisa na história do que você está ciente. Outro exemplo: “João, eu não tenho certeza se estou certo sobre isso, mas aqui está o que eu acho que percebo… Pode ser que haja muita coisa acontecendo que eu não vejo. Talvez eu possa estar equivocado.”

5. Não espere uma resposta imediata. Você pode dizer: “Não sinta qualquer pressão para responder agora. Tudo que peço é que pense e ore sobre isso. Se você acha que eu estou falando sem base, diga-me.”

6. Não tome a primeira resposta como a resposta final. Algumas pessoas podem ficar com raiva num primeiro momento, mas depois, quando elas estiverem sozinhas, com tempo para processar o que você disse, elas poderão ter uma opinião diferente sobre a situação.

7. Se a pessoa com que você está falando ficar com raiva ou excessivamente defensiva, você pode dizer: “Sei que você está chateado comigo. Sinto muito, porque eu realmente não queria que isso acontecesse. Eu só estava tentando fazer por você o que eu quero que você faça por mim. Eu o considero um bom amigo e quero que você saiba que eu estou sempre do seu lado.”

8. Nem sobre tudo vale a pena falar com alguém. Se tivermos uma conversa sobre todos os pecados que nós vemos ou sobre toda decisão de uma pessoa com que discordamos, então nós vamos falar com as pessoas sobre isso o tempo todo. E isso não é bom para nós nem para eles. Eu acho que você pode aplicar a Regra de Ouro para cada situação e perguntar: “Se eu estivesse na situação do meu amigo, eu gostaria que ele me falasse sobre essa questão.”

0 Responses to “Você é um amigo de verdade?”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Folow us!

Arquivos de posts

Calendário

Page do SPH


%d blogueiros gostam disto: